quarta-feira, 31 de março de 2010

DISTÂNCIA

Queria  agora literalmente voar...
Ir de encontro ao meu desejo, olhar de perto a sua complexidade
Abraçar seus medos, despir seus limites
beijar sua boca e amar no seu corpo...

sábado, 27 de março de 2010

Entre Amigos...

E é aqui que os sonhos pousam no papel, onde declaro esperanças concebidas do desejo e reparto com quem queira ... 

Grito

Urra uma virgem dentro de mim.
Sempre uma virgem na inexperiêcia de sensações desconhecidas
toques antes não permitidos...
Àquele sabor do veneno em forma de gota translucida orvalhada
que escorre do corpo nu em movimento...
Casta em pureza do pensamento, distinto ao tremor que impulsiona
a sugestão dos olhos...
E pretendo continuar minha virgindade, para sempre experimentar o novo...

09032009

É pretencioso acreditar que temos o controle...
A vida, de uma forma bem malíciosa sussurrou em meu ouvido
que nada está em minhas mãos....
Dores, sabores, odores, como temperos, que combinam
deixando tudo muito mais excitante.
Desprender-se de alguns conceitos que acreditamos ser praticamente
"genéticos" nos faz livres.
E o que vivemos, nunca o fazemos sozinhos...
Acredita na verdade maquiada?
Assim como mulheres que a usam para poder dissimular?
Algo assim um grande pensador dizia...
Então, proponho um jogo, uma brincadeira, de gente grande!
Tudo o que escrevo ou mesmo do lugar onde estiver...
Tudo, absolutamente tudo, pode e deve ser maquiado.
Tudo pode ser dito, o que quiser, sobre tudo...
Fantasie em mim sua ouvinte ideal.Como seria ela?
Se essa idéia atrair, quero ouvir, sempre...se assim posso dizer!

sexta-feira, 26 de março de 2010

23032010

Vejamos, o que não combina comigo!
Quer dizer, a cidade, as pessoas, o estilo de vida...
Tantos lugares, pessoas, uma infinidade de situações e posturas...
Pode ser!Mas não pretendo viver em nenhum desses lugares!
Entretanto, ao que refere-se a você, tive uma impressão bem oposta.
Talvez porque quando esteve comigo, não tinhamos rótulos, despi não somente
a roupa que vestia quando te levei para a cama.
Não me arrependo, não faço drama, detesto e ainda digo sem menor pudor
que ainda te desejo...
Se isso faz ou não diferença, aí minha querida, é um problema seu...

sexta-feira, 19 de março de 2010

INVISIBILIDADE

sempre tive uma ligeira impressão do que era, gostos, desejos, habilidades, defeitos...
para onde iria, o que queria, onde estaria daqui alguns anos, e com quem gostaria de
estar...seria algum espanto talvez não saber mais nada disso?
o espelho não diz mais nada , o que escrevo fala das dores e suplicas incrustradas
em pequenas filigranas que são muito delicadas para o que carregam...
talvez esteja despedindo-me, deixando tais sonhos, desejos e jeito de ser, pois já não sei mais
quem sou, bem provável não ter importância alguma tais pensamentos, pois mudo com
os acontecimentos, alegrias e prejuízos vividos...
mas mesmo que não fosse real a imagem que tinha de mim, me amparava na segurança de
uma idéia, uma projeção.
imaginar, sonhar que poderia ter todas as respostas, ou mesmo que muita coisa seria por minha
conta e risco e não implicaria em mais nada, é utopia...
causas, consequências nem sempre são bem avaliadas, vejo tudo grafite ultimamente...
mas disfarço o tempo todo, vivo num misto de dor e delirio pra poder ser convivível, sorrio por fora
choro por dentro, gostaria de reencontrar-me e poder viver a plenitude da minha duvida mas na coerência
dos meus atos...

quarta-feira, 17 de março de 2010

SONHOS

mesmo sem ter como, se quer...
e quero tanto que me consumo em labaredas...
a censura me impõe uma redução drástica de sonhos
não compartilhados, porém vividos no reflexo do espelho...

domingo, 7 de março de 2010

Desejos de mulher

Detalhes, coincidências...Às vezes que menos importa é o que quero e desejo, às vezes é só o que importa

escancara

Desejo velado! Não dá! Não estimula meus neurotransmissores, bloqueia minha libido, não mexe com minhas fantasias e funciona como um vento frio por baixo da saia ou aquela ultima ducha fria que tomo antes de sair do banho...

segunda-feira, 1 de março de 2010

realidade

O café à cama
O amor à mesa
Engulo meus pecados
Destroço meus segredos
E a liberdade, onde está?
momento meu sem tempo definido, espaço meu ,sem paredes ou conceitos onde digo o que quero mesmo a quem não quer ouvir pois essa sou eu mesma a quem às vezes não quero ouvir

APRECIADORES

TENTANDO DESCOBRIR...

Minha foto
NA DUALIDADE DE MINHA ALMA ANDO CONFUSA...