quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

nós

Você é o pedaço que me falta...

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

not fair

nessa cidade não para de chover, chuvinha...fina
Trovoadas que embalam a alguns, alagamentos que desesperam outros
Quero dizer, o que encanta meus ouvidos à noite, meus sonhos
é revolta e pânico para outros...
E assim a vida se leva, tristeza de uns alegria para outros...
Onde começa um amor...muitas vezes outro está agonizando seus ultimos momentos
Essa rodaviva em que todos estamos é cabivel de aceitação, o que acho plausivel que nunca haverá
um sol brilhando a todos ao mesmo tempo num mesmo determinado momento, se me permite o pleonasmo
Esse é o meu momento de sol, mesmo com chuva lá fora e tendo a plena convicção que há tempestade
e dor em casa de outrem... ASSIM É A VIDA

domingo, 13 de fevereiro de 2011

INEXISTINDO

Hoje apoderou-se em mim, a certeza da minha inexistência...
Não existir isenta-me
Não sentir, nem sofrer...
Plantar ou colher
Sem passado, nem futuro...
Não fazer mal, nem bem...
Não caminho, mas flutuo...
Nada atinge-me
Nem rasga-me
Posso ser inteira ou metade
Não há mentiras ou verdades
Não existindo, posso ser quem ou o que quiser
Até mesmo, de vez em quando... Ela

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

mirror

Pergunta:
-O que estou fazendo aqui?
 Não pertenço mais a essas mãos, a essas curvas,
 a esse endereço...
Resposta:
(eco de sua pergunta)
Pergunta:
-Quando vai acabar?Vou chorar, vai doer?Estarei viva ou sobrevivendo?
Resposta:
(eco de sua pegunta)
Pergunta:
-É  você quem diz desejar-me, ou sua solidão?
Resposta:
-Você está onde desejou estar, percorreu curvas para chegar a essas mãos, sobreviverá mesmo que doa ou chore, e sua solidão encontrou-se.

sábado, 5 de fevereiro de 2011

Longe

Pequenos pedaços de nós, nós nos meus cabelos
Você no meu corpo, eu escalando pelos pêlos até
chegar a sugar sua boca, pois a doçura era de uma
crueza irresistível
E assim se fez em mim as quatro estações
Suei
Chovi
Arrefeci
Congelei
Longe, aqui ...eu em mim
momento meu sem tempo definido, espaço meu ,sem paredes ou conceitos onde digo o que quero mesmo a quem não quer ouvir pois essa sou eu mesma a quem às vezes não quero ouvir

APRECIADORES

TENTANDO DESCOBRIR...

Minha foto
NA DUALIDADE DE MINHA ALMA ANDO CONFUSA...