sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Vazia

Vazia, sem o ter, sem ter o que...
Dar, para quem, para quem me doaria?

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Simples assim...

Que nunca deixemos de nos morder
de nos enrolar
de beijinhos e abraços
de briguinhas resolvidas
de gargalhadas ao almoço
de bronquinhas para mostrar a direção
de suspiros aos ouvidos
de cultivar o que queremos
de olharmos nos olhos
de caminhar de mãos dadas
de amar o avesso...
de me ver sempre menina
de se ver sempre menino
de reconhecermos o amor... 
Porque, deixar de amar!
Ahhhh, impossivel...

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Que tal aquela angustia lancinante, que toma conta,  mesmo pondo dentro do bolso, engolindo à seco... Levando sem propofol... 
Que graça teria a vida!!!!!!!!!!

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

CASA PARA COLORIR


I CASA

Meu castelo de areia, com direito a muito sol e um falso mar, mais tarde verdadeiro pela salinidade das lágrimas...

II CASA

Onde cantam os passarinhos, que cheiro bom!!!De gente feliz...

III CASA

Por onde anda aquelas pessoas?

IV CASA

...
momento meu sem tempo definido, espaço meu ,sem paredes ou conceitos onde digo o que quero mesmo a quem não quer ouvir pois essa sou eu mesma a quem às vezes não quero ouvir

APRECIADORES

TENTANDO DESCOBRIR...

Minha foto
NA DUALIDADE DE MINHA ALMA ANDO CONFUSA...